[ Mestrado em Educação - Tecnologia Educativa - Métodos de investigação em Educação ]

  1. Introdução      
O presente trabalho foi realizado no âmbito do Mestrado em Educação na Área de Especialização em Tecnologia Educativa, da Unidade Curricular de Métodos de Investigação em Educação.
Dentro dos planos qualitativos que nos foram apresentados, escolhemos o “estudo de caso”. O estudo de caso constitui uma estratégia de pesquisa utilizada nas Ciências Sociais com bastante regularidade. Podemos afirmar que é a estratégia mais utilizada quando se pretende conhecer o “como?” e o “porquê?” (Yin, 1994), quando o investigador detém escasso controlo dos acontecimentos reais ou mesmo quando este é inexistente, e quando o campo de investigação se concentra num fenómeno natural dentro de um contexto da vida real.
Assim, optamos por tentar, em primeiro, lugar definir o que é um estudo de caso atendendo às suas principais características e objectivos de estudo.
Posteriormente analisamos os argumentos mais utilizados pelos críticos deste tipo de metodologia, enunciamos as tipologias existentes, os processos de selecção e constituição da amostra, bem como os procedimentos de recolha e tratamento de dados.
Por último, debruçamo-nos sobre as questões de validade externa e interna e sobre a questão da fiabilidade.
   
  2. O que é um Estudo de Caso?
  3. Estudo de Caso: modalidade dos planos qualitativos ou quantitativos?
  4. Características básicas de um Estudo de Caso
  5. Objectivos de um Estudo de Caso
  6. Argumentos mais comuns dos críticos do Estudo de Caso
  7. Tipologia
  8. Constituição da amostra ou selecção do “caso”
  9. Recolha de dados num Estudo de Caso
  10. Da recolha ao tratamento de dados
  11. Validade externa ou generalização
  12. Validade interna
  13. A questão da fiabilidade
  14. Conclusão/Síntese
  Referências
   
 

grupo4.te@gmail.com
© Grupo 4 de MIE , 2007  |  site optimizado para I.E.; V.7 resolução 1024 x 768 | última actualização, Jan. 2008